mão entregando chaves simbolizando a permuta de imóveis

Índice

Entre as possibilidades que existem na hora de comprar e vender imóveis, uma opção que pode ser muito vantajosa para todos os envolvidos é a permuta de imóveis.

Trata-se de uma troca de bens que os seus proprietários fazem, de modo a satisfazer as necessidades de ambas as partes.

Quem tem pressa em negociar a sua casa, apartamento ou outro bem encontra ainda mais benefícios nesse tipo de transação.

Também é uma opção adequada para momentos de crises econômica e financeira, quando a permuta de imóveis pode ser mais apropriada do que desembolsar um alto valor em dinheiro.

Ficou interessado no assunto e quer saber mais? Então, continue com a leitura deste artigo e confira as informações presentes nos tópicos a seguir a respeito de tudo o que você precisa entender a respeito de permuta de imóveis.

  • O que é a permuta de imóveis
  • Como funciona esse tipo de transação
  • Vantagens da permuta de imóveis

O que é a permuta de imóveis ?

A permuta de imóveis é uma modalidade de negócio em que duas partes, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas, trocam bens, como imóveis, de maneira simultânea.

Desse modo, a permuta pode ocorrer tanto em relação a terrenos, apartamentos, casas ou mesmo imóveis comerciais.

Unidades na planta que ainda serão construídas também é um tipo de bem que pode ser negociado por meio da permuta de imóveis.

Além disso, para que seja uma troca justa, é adequado que os bens trocados entre as duas partes possuam preços que se equivalem.

Por outro lado, se os valores dos bens não são equivalentes, é possível que um dos negociadores faça a compensação financeira relativa à diferença.

É importante que todos esses detalhes, como as condições de pagamento, sejam acertados antes mesmo da realização da permuta em si.

Outro ponto relevante que deve ser entendido é que a permuta de imóveis consiste em uma transação comercial com segurança jurídica.

Dessa maneira, essa negociação é reconhecida como um processo legal genuíno.

Por conta disso, deve constar em um contrato a fim de formalizar a transação, sendo que obrigatoriamente precisa ser escriturado.

A escritura, em geral, exige um gasto de 4% a 6% do valor total do bem, o que depende da cidade onde a negociação é realizada.

Quanto o contrato, é essencial que possua o máximo de informação, para garantir a segurança financeira de ambas as partes.

Assim, nele deve constar além dos valores acertados, o endereço dos imóveis, dados completos de cada uma das partes, bem como os tributos referentes aos bens.

Recomenda-se que seja feita ainda a vistoria dos imóveis antes que ocorra a permuta propriamente dita.

Todos esses cuidados ajudam a assegurar os direitos de todos os envolvidos.

Como funciona esse tipo de transação ?

Esse tipo de transação exige uma série de cuidados. Nesse sentido, outro ponto importante é sobre os preços dos bens envolvidos, que devem ser informados antes do fechamento do acordo.

Para tanto, recomenda-se que seja executada uma avaliação a respeito do valor de cada imóvel.

Além disso, é comum que a transação seja bastante árdua, em especial, quanto aos valores fixados para os bens envolvidos.

Isso ocorre porque é normal que os compradores queiram negociar com a permuta imóveis de menor valor para que consigam obter condições de pagamento facilitadas e o preço final abatido.

Portanto, o mais adequado é que exista um corretor de imóveis intermediando a permuta.

Quanto ao responsável pelo pagamento da comissão do profissional, pode depender, uma vez que é negociável. Porém, o mais aceitável é que os dois envolvidos arquem com essa despesa.

Vale dizer que o pagamento precisa ocorrer em conformidade com o CRECI – Conselho Regional de Corretores de Imóveis, que é de 6% a 8% sob o valor do imóvel.

Já quando a permuta de imóveis envolver diversos bens, a remuneração é calculada sobre o valor de venda de cada um dos bens.

Também é importante contratar um corretor de imóveis porque é recomendado que a documentação dos bens seja toda bem avaliada, sendo que esse profissional está capacitado a realizar essa tarefa com eficiência.

Mais uma razão de contar com a ajuda do corretor é que ele pode ajudar a precificar os imóveis envolvidos na troca.

Assim, os seus proprietários não correm o risco de determinarem um valor que não condiz com o mercado e terem a sua intenção de negociação prejudicada.

Vantagens da permuta de imóveis

Quem está interessado na permuta de imóveis deve saber que há diferentes vantagens nesse tipo de transação. Uma delas é o fato dela ser isenta de Imposto de Renda, mas somente se não houver a necessidade de complementação do valor em dinheiro.

Desse modo, caso haja compensação financeira, o tributo se torna uma responsabilidade da parte que recebeu o valor.

Hoje em dia, a permuta também se tornou muito benéfica para quem deseja negociar o seu bem com mais agilidade, principalmente, quando o mercado imobiliário está pouco aquecido.

Além disso, pode ser o jeito mais fácil de vender o seu imóvel e conseguir outro que atenda às suas necessidades, seja para morar seja para instalar o seu escritório.

Por mais vantajoso que esse tipo de transação seja, também possui um ponto negativo, que é o fato de nem sempre haver uma grande oferta de imóveis disponíveis para permuta. Ou ao menos que não seja do jeito que se busca.

Nesse sentido, é mais uma vez adequado buscar a ajuda de um corretor de imóveis, que pode encontrar com mais facilidade bens para serem trocados.

E, o melhor, que atendam às necessidades de quem deseja obtê-lo de modo a satisfazer as duas partes envolvidas na transação.

E aí gostou do tema sobre permuta de imóveis? Comenta aqui pra gente! Assim podemos fazer cada vez mais matérias em nosso blog.

Aproveita e acompanha a Marcello e Oliveira nas redes sociais: Facebook, Instagram e no Youtube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *